quarta-feira, 17 de novembro de 2010

A idade ... [Portuguese Only]

Como já tinha dito eu ando num ginásio e hoje descobri um facto sobre a instructora com quem estive esta tarde ... ela é 3 anos mais nova que eu. Como descobri isso? Ela andou na mesma escola que eu no actual básico (do 5º ao 9º ano) e lembra-se de me ter visto lá. Isto fez-me pensar ... estou a ficar velha e essa sensação piorou quando ela meteu um cd com canções da nossa infância ou juventude (nos anos 2000 era uma adolescente).

O que é envelhecer? Será isto apenas uma paranoia? Quais são os processos? Será assim tão mau envelhecer?

Todos sabemos que temos um relógio biológico. Esse relógio não pode ser alterado ... eventualmente teremos todos cabelos brancos e rugas e problemas de memória. Mas "a velhiçe" não se pode reduzir a um estado de degração física ... nós não somos apenas um corpo ... temos a nossa maneira de ser, o nosso espírito.

Nesse aspecto a velhice não é uma degração, mas sim uma maturação. Quanto mais o tempo avança, mais experiência se tem e isso é insubstituível ... aquilo que passamos e ultrapassamos é uníco e nosso.

Tento esses aspectos principais em conta ... o que é então ser velho? Há casos de pessoas que são cronologicamente mais novas que eu e, devido a suas experiências são muito mais maduras que eu, mas també há o caso contrário. É engraçado como as pessoas criticam mais fácilmente os jovens de espírito ... maturidade é importante, mas não é a criança dentro de nós que nos mantem vivos? e também há o caso em que queremos provar tanto que somos maduros e estamos prontos para responsabilidades maiores e não nos dão porque somos "míudos".

Estes são os dilemas que vivo ... as vezes sinto-me imatura, outras vezes velha ... mas o que serei eu? Não sou velha para umas coisas, mas para outras sou ... Sinto-me mal por ser tão inexperiente na vida, mas estou pronta para começar. Estou pronta para planear, organizar a minha vida. Estou pronta para dar os meus primeiros passos nesta sociedade ... espero agora que ela me aceite, que ela me deixe desenvolver e emadureçer ... Mas também sinto-me velha, pois sinto o peso do tempo a passar ... relembro com muito carinho as memórias da minha infância, as séries, os lugares, as pessoas ... o meu passado já está a desenvolver e pareçe que aconteçeu ontem ...

Estranho não?

Sem comentários:

Enviar um comentário